Sobre mim

Advogada graduada em Direito pela Universidade Estadual da Paraíba, mestre em Direito e Políticas Públicas pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, especialista em Direito de Família e Sucessões pelo Centro Universitário Unifacisa, especialista em Advocacia Extrajudicial pela Faculdade Legale. Membro da Comissão de Direito de Família e Sucessões da OA/PB. Membro do Instituto Brasileiro de Direito da Família - IBDFAM.

WhatsApp: (83) 999252215

Instagram: @ksbadvocacia

Verificações

Kamylla Bezerra, Advogado
Kamylla Bezerra
OAB 26.022/PB VERIFICADO
O Jusbrasil confirmou que esta OAB é autêntica

Primeira Impressão

(4)
(4)

4 avaliações ao primeiro contato

Recomendações

(144)
Klaus J., Advogado
Klaus J.
Comentário · há 6 anos
A questão não é saber utilizar ou não um instrumento processual, mas, sim, a consequência dessa atitude.

Não significa ter medo do juiz, mas se eu tenho outros meios para solucionar um problema para o MEU CLIENTE, com certeza absoluta eu não usarei uma mera petição no processo (ou um MS) que, com certeza absoluta, gerará problemas muitos maiores.

Excelente você utilizar um MS, cuja liminar é deferida pelo Tribunal... Isso não resolve nada, pois o juiz - aquele que estava procrastinando o seu processo - ainda irá julgá-lo. Você quer arriscar o resultado do SEU CLIENTE nas mãos de um juiz que foi rotulado pelo Tribunal como procrastinador? Eu não. Com certeza absoluta não.

O juiz - na grande maioria das vezes - não atrasa o processo porque ele quer, mas, sim, por falta de estrutura. Faltam funcionários, estrutura física, juízes substitutos etc.

Como eu disse anteriormente, agora seguindo os seus passos, você impetra um MS e o Tribunal defere liminar. Excelente. Daí o juiz do seu processo se da por "suspeito" (seja lá o motivo que for) e envia os autos ao substituto legal (ou tabular). O que você faz? Em princípio, a sua estratégia deu certo. Mas e a consequência disso?

Se funcionou para você, ótimo... Comigo e com quem eu já conversei sobre isso, nunca funcionou. Ao contrário, só piorou a situação.

Conheço infinitos juízes que são ótimas pessoas, mas muitos - muitos mesmo - têm o "ego elevado" e, com milhares de processos para tocar, a última coisa que eles querem é ver o Tribunal os pressionando para dar andamento num processo, sendo que outros milhares também precisam seguir seu curso e a culpa disso não é deles normalmente.

De qualquer modo, boa sorte com suas petições. Espero que sempre dê certo.

Abraços!

Perfis que segue

(17)
Carregando

Seguidores

(43)
Carregando

Tópicos de interesse

(26)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Campina Grande (PB)

Carregando

Kamylla Bezerra

Entrar em contato